Romário é preso por não pagar pensão alimentícia


Romário é preso como réu de ação de execução de pensão alimentícia

(15.07.09)

Reprodução


O ex-jogador Romário foi preso ontem (14) como réu de uma ação de execução de alimentos movida por seus dois filhos do primeiro casamento – por alegados débitos de R$ 89.641,44.

O ex-atleta da Seleção Brasileira chegou à 16ª DP, na Barra da Tijuca, por volta das 17h de ontem, sem algemas, conduzido por dois oficiais de justiça. Ele não está junto com outros presos, e espera o desfecho do caso em uma sala separada, onde passou a noite, dormindo em um sofá.

Segundo o advogado Norval Valério, chamado por Romário à DP, “meu cliente pagou a pensão e vou levar todos os comprovantes para, com petição, mostrar ao juiz”.

Inicialmente, o delegado Carlos Augusto Nogueira havia afirmado que o débito de Romário era de R$ 50 mil, referentes a dois meses de atraso no pagamento da pensão: R$ 42 mil mais correção moenetária, multa que integra o acordo de alimentos descumpridos e juros, somando R$ 8 mil. O ex-jogador teria apresentado recibo de pagamento do valor principal, mas sem a quitação dos acessórios. Mas o mandado de prisão revela que a dívida é maior: R$ 89.641,44.

O delegado também havia informado que o ex-jogador não seria transferido logo para a Polinter. “A transferência para a Polinter não será feita nesta terça-feira apenas porque não há mais tempo. Se o advogado dele não chegar até as 10h30 (quarta-feira) com um alvará de soltura, aí sim, ele vai para a Polinter”, disse Nogueira.

Segundo a assessoria de imprensa do TJ-RJ, em agosto de 2004, quando atuava no Fluminense, Romário já tinha sido citado em outra execução, após Mônica Santoro ter reclamado na Justiça falta de pagamento da pensão (R$ 140 mil).

Mônica Santoro foi a primeira esposa de Romário. Com ele, a modelo teve dois filhos, que são conhecidos como Romarinho e Moniquinha. Em 1995, após muitas crises, o casal se separou. No mesmo ano, o então melhor jogador do mundo trocou o Barcelona pelo Flamengo e conheceu a modelo Danielle Favatto, com quem teve uma filha, Danielle. O fim do casamento veio em 2001.

Em meio a uniões e romances, Romário já teve problemas com a Justiça por ter de reconhecer a paternidade de Raphael, fruto de um relacionamento com a modelo Edna Velho. Hoje, Romário é casado com Isabella Bittencourt, com quem vive há nove anos e tem dois filhos, Isabellinha e Ivy.

Há pelo menos três ações em que Romário litiga com sua ex mulher e com seuis filhos do primeiro casamento – todas na 5ª Vara de Família do Rio de Janeiro: a ação em que foi decretada sua prisão e mais uma de prestação de contas e outra de arresto (Procs nºs 2008.001.063931-1 e 2008.001.022812-8).

Parceiro do América do Rio, Romário seria homenageado na noite de ontem (14) em um coquetel de lançamento do novo uniforme dos jogadores no clube do time, na Tijuca.

Segundo a polícia, o advogado do ex-jogador tentou no plantão judiciário a revogação do mandado de prisão, mas Romário permanecia preso. (Proc. nº 2009.209.011497-2).

Cobertura penhorada

Julho está sendo um mês azíago para o ex craque. Uma divergência condominial entre vizinhos pode mexer no bolso do baixinho Romário. O ex-jogador está prestes a perder um de seus principais bens: a cobertura do luxuoso condomínio Golden Green, na Barra da Tijuca – onde já residiu.

Penhorado o imóvel de Romário, a cobertura de 776 metros quadrados, na Avenida Sernambetiba, está avaliada em quase R$ 9 milhões. A primeira praça  acontecerá no dia 28 de julho. Se a venda judicial não for então concretizada, na segunda tentativa, o apartamento poderá ser vendido por até 51% do seu valor.

Por conta de uma ação que tramita desde 2003, na 5ª Vara Cível do Foro Distrital da Barra, a condenação chega a R$ 5, 5 milhões de indenização e entrou em fase de cumprimento da sentença.

Na fase de conhecimento, o casal alegou que um vazamento na cobertura do ex-jogador estava causando problemas no seu apartamento, localizado no andar logo abaixo. A sucessão de infiltrações, alguns alagamentos e a umidade – tudo por omissão do ex-craque, segundo a petição inicial –  obrigou os lesados e a se mudarem e os impediu de alugar o imóvel novamente (valor médio de R$ 10 mil de locação mensal).

Na sentença, são relatados os danos causados pela infiltração no apartamento do casal. Na sala de estar e jantar, por exemplo, aconteceram manchas no piso de mármore; danos no teto de gesso; deterioração das cortinas; danos nas instalações elétricas, nos parapeitos de janelas e equipamentos de vídeo, além de umidade nos revestimentos das paredes e instalações de madeira.

A cobertura do ex-jogador possui vaga para cinco carros na garagem. Além da dívida com os vizinhos, Romário deve R$ 2 milhões ao condomínio e um milhão à Prefeitura do Rio, por conta de dívidas com o IPTU. (Proc. nº 2003.029.000475-1).

Fonte: http://www.espaçovital.com.br

Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s