PRESO INJUSTAMENTE


PRESO INJUSTAMENTE

Tenho um cliente preso por tráfico no CDP de Pinheiros. Fui até lá para conversar com ele sobre o processo e ele me pediu para ver a situação de um colega de cela. Me deu o nome e eu disse que veria o que estava acontecendo.

Levantei o processo pela internet e fui ao Forum da Barra Funda, onde fui surpreendido com a informação de que ele havia sido absolvido em 06 de novembro de 2008. Raciocinei: se ele está preso ainda, é por causa de outro processo.

Pesquisei novamente para ver se achava outro processo, mas não achei. Conversei com ele e ele me disse que não havia outro processo. Voltei ao forum e conversei com o juiz sobre o que estava acontecendo e ele ao tomar conhecimento, tomou providências.

Resumindo: segundo o cartório, o alvará de soltura foi encaminhado e o CDP não o cumpriu. Segundo o CDP, o alvará de soltura não chegou.

Bom, foi enviado outro alvará e em 23 de junho de 2009, o rapaz foi solto do CDP, por crime que foi absolvido em 06 de novembro de 2008.

Ah! Colocaram no alvará de soltura uma observação, que o mesmo só tinha sido cumprido naquela data, porque não havia chegado antes!

O rapaz ficou preso mais de sete meses sem necessidade.

Como ex-policial civil e advogado criminalista há 14 anos, posso dizer que um dos mais graves problemas do poder público, são as péssimas condições que se encontram nossas cadeias. problema nunca enfrentado com seriedade pelas autoridades públicas.

Eu sei o que estou falando, pois como disse, fui policial civil, e pude adentrar muitos estabelecimentos prisionais e ver com meus olhos como é. Coisa que uma pessoa comum nem imagina (num post mais antigo, coloquei a título de curiosidade duas fotos de um banheiro de uma cadeis (“boi”).

As pessoas nem imaginam a situação degradante que o ser humano é colocado numa cadeia.

Do jeito que estão as nossas cadeias, as mesmas foram transformadas em verdadeiras escolas do crime. È uma verdadeira bomba relógio que, inevitavelmente, explodirá. No CDP de São Bernardo do Campo, a capacidade é de 768, mas tem 1846 – não tem nem o triplo, então está vazia! Existem estabelecimentos que possuem mais do que o quádruplo de sua capacidade.

Num local desse, impossível a recuperação de alguém. Como ficará uma pessoa presa, desprezada pela sociedade, sem ter sua dignidade respeitada?

e o pior, além da superlotação, quando alguém foi solto pelo juiz, o alvará de soltura não é cumprido, fazendo com que o preso fique injustamente na cadeia, como no caso acima. Imagina a qualidade desses funcionários e imagina quantas pessoas estão nesta situação pelo Brasil afora.

Esse post foi publicado em Para pensar. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para PRESO INJUSTAMENTE

  1. maria Ivanir ieinha disse:

    Pior que entra governante e sai governante e nada muda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s