Início > Informações sobre visitas a CDP's e Presídios > Regras para visita de presos em unidades prisionais e centros de detenção provisória no Estado de São Paulo

Regras para visita de presos em unidades prisionais e centros de detenção provisória no Estado de São Paulo


VISITAS

Como disse no post anterior, inicio os comentários sobre determinados assuntos relacionados ao preso e a SAP (não gosto de post extenso, mas as informações são tantas que acabou ficando assim).

De acordo com a resolução da SAP, as visitas possuem a finalidade de preservar e estreitar as relações do preso com a sociedade, a família, a companheira e os parentes, sob vigilância e com limitações, ressocializando-o e reintegrando-o de forma espontânea ao âmbito familiar e comunitário, quando do cumprimento da sua pena, bem como as visitas têm caráter terapêutico objetivando desenvolver e aprimorar o senso de comunhão social na esfera das unidades prisionais.

O visitante do preso é considerado como particular e está sujeito às normas disciplinadas pela Secretaria da Administração Penitenciária.
Referida resolução impõe que os visitantes sejam tratados com humanidade e com dignidade inerente ao ser humano, por parte de todos os funcionários da unidade prisional e de todo o corpo funcional dos órgãos pertencentes à Secretaria da Administração Penitenciária.

As visitas devem ser realizadas em local próprio, de acordo com suas finalidades, em condições dignas e que possibilitem a vigilância pelo corpo de segurança.

O controle das visitas deve ser feito por meio de cadastro informatizado e padronizado em toda a rede de unidades prisionais pertencentes à Secretaria da Administração Penitenciária, ressaltando que as informações que constem deste cadastro, devem ser sigilosas, ficando o acesso restrito ao funcionário responsável pela área.

A autorização para entrada nas unidades prisionais fica condicionada à
obediência, à ordem e à disciplina, observando-se as disposições contidas no Regimento acima mencionado.

A visita aos presos, de ambos os sexos, realiza-se sob duas modalidades: 1) comuns de direito, e 2) conjugais (as chamadas visitas íntimas).

DAS VISITAS COMUNS

Os presos podem receber visitas de parentes de até 2º grau, do cônjuge ou da companheira de comprovado vínculo afetivo (deve fazer a “famosa” declaração de amásia, que tem modelo aqui no blog), desde que registradas no rol de visitantes e devidamente autorizadas pela área de segurança e disciplina.

Observe-se que não se incluem nesta restrição os menores de 12 (doze) anos, desde que descendentes do preso (filho, neto, bisneto), nem os membros de entidades religiosas ou humanitárias, devidamente cadastrados na respectiva coordenadoria regional. A visita de egresso; de quem estiver em saída temporária ou em cumprimento de pena em regime aberto ou livramento condicional, pode ser autorizada, fundamentadamente, pela direção da unidade prisional e realizada no parlatório, contanto que o visitante seja parente até 2º grau, cônjuge ou companheira de comprovado vínculo afetivo da pessoa presa, e desde que registrada no rol de visitas, devendo ser previamente autorizada pelo juízo competente, quando necessário.

As visitas comuns devem ser realizadas, no máximo, em 02 (dois) dias semanais, exceto em caso de proximidade de datas festivas, quando o número pode ser maior, a juízo do respectivo diretor da unidade prisional e com autorização do coordenador regional. O período de visitas não deve ser superior a 08 (oito) horas.

Observe-se que o preso tem direito de indicar no seu rol de visitas, 08 (oito) pessoas, porém, terá direito de receber (a cada dia de visita) a visita de no máximo 2 (duas) pessoas dentre as oito indicadas em seu rol.

Caso o preso não possua parentes de até 2º grau, cônjuge ou companheira, será permitido, em caráter excepcional, a inclusão no rol de visitas, de 02 (duas) outras pessoas, sendo vedado, neste caso, o acompanhamento de crianças.

Pode ser autorizada visita extraordinária, determinada por autoridade competente, que fixará sua duração. A autoridade competente, eu entendo ser o juiz corregedor dos presídios.

Para que alguma visita seja cadastrada no rol de visitas do preso, deve haver a apresentação dos seguintes documentos:
I- concordância, por escrito, do preso, sobre a conveniência ou não da visitação;
II- comprovação da condição de ser cônjuge, companheira ou do grau de parentesco;
III- cópia da carteira original de identidade do visitante;
IV- cópia da carteira original do cadastro de pessoas físicas (CPF);
V- cópia de comprovante de residência dos últimos 06 (seis) meses;
VI- duas fotos recentes e iguais;
VII- certidão de antecedentes criminais.

Para comprovação, no caso da pessoa visitante ser cônjuge, necessário a certidão de casamento. Para comprovaçãota, em caso do visitante ser companheira, necessário a declaração de amásia (há modelo e instruções para sua feitura aqui no blog). Também comprova a decisão judicial declarando a união estável. Para o filho comprovar sua situação, necessário a certidão de nascimento.

Quando o visitante não for parente de até 2º grau, deve se submeter à entrevista pessoal junto ao serviço social da unidade prisional, que, após manifestação, encaminhará a proposta de inclusão no rol de visitantes do preso ao diretor da área de segurança e disciplina. O diretor da área de segurança e disciplina da unidade prisional deve se manifestar fundamentadamente, sobre a conveniência ou não da inclusão do solicitante no rol de visitas do preso. Note-se que não pode ser uma decisão arbitrária, devendo ser fundamentada e motivada.

Autorizada a visitação, o visitante deve receber credencial para ingresso na unidade prisional, tendo tal documento validade enquanto o preso estiver recolhido na unidade ou até quando solicitada a exclusão da visita.

Para ingressar em unidade prisional, os visitantes devem estar devidamente autorizados e registrados, apresentar a respectiva credencial, o documento original da carteira de identidade e se submeter aos procedimentos de revista.

A inclusão no rol de visitas de outra pessoa, em substituição àquela que não for parente até 2º grau, cônjuge ou companheira de comprovado vínculo afetivo, implica na condição de ser por ele visitado somente após 180 (cento e oitenta) dias decorridos da data de exclusão do visitante substituído. São vedadas as substituições do cônjuge e da companheira de comprovado vínculo afetivo, salvo se houver separação de fato ou de direito, com observância do prazo mínimo descrito anteriormente 180 (cento e oitenta dias) para a indicação do novo visitante e a aprovação do diretor da unidade prisional, após parecer do serviço social.

As alterações e exclusões no rol de visitantes, por iniciativa das partes,
somente devem ser efetuadas com a solicitação, por escrito, do preso ou do visitante registrado.

A critério do diretor da unidade prisional, pode, fundamentadamente, ser
suspenso, por prazo determinado, ou cancelado, o registro do visitante que, por sua conduta, possa prejudicar a disciplina e a segurança da unidade prisional.

A entrada de crianças e adolescentes, para visitas comuns, é permitida somente quando o menor for filho ou neto do preso a ser visitado. As crianças e os adolescentes devem estar acompanhados por um responsável legal e, na falta deste, por aquele que for designado para sua guarda, determinada pela autoridade judicial competente.

Caso o preso esteja recolhido à enfermaria, impossibilitado de se locomover ou em tratamento psiquiátrico, pode receber visita nos próprios locais, por indicação médica e com autorização do diretor da unidade prisional.

As visitas podem ser suspensas em caráter excepcional ou emergencial,
desde que fundamentadas, visando a preservação das condições sanitárias; de saúde coletiva dos presos; da ordem; da segurança e da disciplina da unidade prisional, sendo normalizadas assim que o problema tiver sido sanado.

O visitante deve estar convenientemente trajado, conforme normas da Secretaria da Administração Penitenciária, das coordenadorias regionais, da coordenadoria de saúde e das unidades prisionais e ser submetido à revista.

O visitante que estiver com peruca ou outros complementos que possam
dificultar a sua identificação ou revista, pode ser impedido de adentrar à unidade prisional como medida de segurança.

DA VISITA ÍNTIMA

A visita íntima tem por finalidade fortalecer as relações familiares e deve
ocorrer nos casos de relação amorosa estável e continuada, podendo ser suspensa ou restringida, por tempo determinado, em caso de falta disciplinar de natureza grave, cometida pelo preso, que ensejar restrição de direitos ou isolamento celular, ou por ato motivado pelo cônjuge ou pela companheira que
causar problemas de ordem moral ou risco para a segurança ou disciplina.

Note-se que a visita íntima pode ser suspensa ou extinta, em todo o sistema prisional, a qualquer tempo, pelo Secretário da Administração Penitenciária, na medida em que acarrete danos do ponto de vista sanitário ou desvio de seus objetivos.

Ao preso é facultado receber visita íntima da esposa ou companheira, comprovado o vínculo afetivo pelas formas mencionadas acima. A visita íntima de menor de 18 (dezoito) anos, se dará quando a menor for legalmente casada com o visitado; seja judicialmente emancipada e haja a demonstração de união estável com o visitado, por escrito, assinada por duas testemunhas e reconhecida em cartório, condicionado, ainda, à entrevista com o genitor ou tutor responsável pela emancipação e termo de ciência junto à área de serviço social da unidade prisional. Nos demais casos, devidamente autorizados pelo juízo competente.

A concessão de visita íntima fica subordinada: I- à apresentação de atestado de aptidão, do ponto de vista de saúde, por meio de exames laboratoriais; II- à submissão de exames periódicos, a critério das respectivas unidades prisionais.

Nem seria necessário dizer mas é autorizado somente o registro de uma companheira.

Não pode receber visita íntima o preso que estiver: I- em situação de trânsito na unidade prisional; II- em período de inclusão ou em regime de observação; III- em isolamento em cela de segurança, quando necessária a adoção de medida preventiva de segurança pessoal; IV- em enfermaria; V- em cumprimento de sanção disciplinar de restrição de direitos ou de aplicação de isolamento celular, em cela disciplinar.

DA ORDEM GERAL APLICADA A VISITANTES

Qualquer visitante ou qualquer outra pessoa autorizada a entrar nas unidades prisionais deve obedecer à ordem estabelecida, respeitando funcionários, presos e outros particulares, bem como cumprir as normas legais, regimentais, administrativas ou qualquer ordem exarada por autoridade competente no âmbito das unidades prisionais pertencentes à Secretaria da Administração Penitenciária.

São considerados atos de indisciplina cometidos por visitantes:
I. praticar ações definidas como crime ou contravenção;
II. manter conduta indisciplinada no interior ou nas dependências externas da unidade prisional, desobedecendo a qualquer ordem, seja escrita ou verbal, emanada por autoridade competente;
III. desobedecer, desacatar ou praticar qualquer ato que importe em indisciplina, seja ele praticado contra servidores públicos, presos ou outros particulares;
IV. promover tumulto, gritaria, algazarra ou portar-se de maneira inconveniente que perturbe o trabalho ou o sossego alheio;
V. induzir, fazer uso, estar sob ação de bebida alcoólica, substância entorpecente ou que determine dependência física ou psíquica, ou ainda introduzi-las em área sob administração da unidade prisional;
VI. vestir-se de maneira inconveniente;
VII. recorrer a meios fraudulentos em proveito próprio ou alheio;
VIII. praticar manifestações ou propaganda que motivem a subversão à ordem e a disciplina das unidades prisionais; a discriminação de qualquer tipo e o incitamento ou apoio a crime, contravenção ou qualquer outra forma de indisciplina;
IX. auxiliar, participar ou incentivar a prática de falta disciplinar do preso, tentada ou consumada.

Os atos de indisciplina praticados por visitantes podem incorrer em: I- advertência escrita; II- suspensão temporária da autorização para entrada na unidade prisional; III- cassação da autorização para entrada da unidade prisional.

A advertência escrita deve ser aplicada na prática de ato de indisciplina que não incidir em grave dano à ordem e à disciplina da unidade prisional, dando-se ciência ao interessado, que, em caso de recusa, deve ser assinado por duas testemunhas.

A suspensão temporária e a cassação devem ser empregadas na prática de crime doloso, ato de indisciplina que comprometa a ordem e a segurança ou outro fato danoso no âmbito das unidades prisionais.

O período da suspensão temporária pode ser de 15 (quinze), 30 (trinta), 90 (noventa), 180 (cento e oitenta) ou 360 (trezentos e sessenta) dias, conforme a gravidade do fato.

O visitante que tentar entrar na unidade prisional com telefone celular ou aparelho de comunicação com o meio exterior, seus componentes ou acessórios, bem como, com substâncias tóxicas consideradas ilícitas, armas ou outros materiais que podem ser utilizados para a mesma finalidade, além das providências previstas pela legislação, fica terminantemente proibido de adentrar a qualquer unidade prisional da Secretaria da Administração Penitenciária. Inclui-se aqui o chip de celular (conforme recente decisão do STJ).

Para aplicação das medias retro, deverá ser ouvido, em termo de declaração, o visitante que atuou de maneira indisciplinada, os funcionários e as testemunhas, sem prejuízo da adoção de outras providências que visem o esclarecimento dos fatos e da aplicação das medidas cautelares cabíveis à preservação do interesse público, desde que devidamente motivados.

Os atos de indisciplina, praticados por visitantes, não afetam a avaliação do comportamento carcerário do preso, salvo quando restar comprovado seu envolvimento direto ou indireto, ou seja, se o visitante comete um crime, sem participação do preso, este não será prejudicado em seus benefícios legais.

Cabe desde que haja elementos comprobatórios complementares não analisados, pedido de reconsideração, por escrito, sem efeito suspensivo, dirigido à autoridade que aplicou a punição, no prazo de 05 (cinco) dias úteis contados da data da decisão.

Todas as situações disciplinares envolvendo visitantes que não puderem ser enquadradas nas disposições do Regimento devem ser decididas pelo diretor da Unidade Prisional.

FICAMOS POR AQUI. ESPERO QUE TENHA SANADO SUAS DÚVIDAS. CASO CONTRÁRIO, ME ESCREVA OU MELHOR, COLOQUE SUAS DÚVIDAS NO BLOG, POIS OUTRAS PESSOAS QUE JÁ PASSARAM PELA MESMA SITUAÇÃO SUA, PODERÁ AJUDAR.

NO PRÓXIMO POST, COMENTAREMOS SOBRE A REVISTA (PESSOAS, OBJETOS ETC), E ASSIM POR DIANTE, ESGOTANDO CADA ASSUNTO.

QUE DEUS ABENÇÕE A TODOS.
Para você meditar: “Enquanto você tolerar uma situação, ela nunca vai mudar. Mudança só nasce quando você dá um basta.”

  1. Bruna
    10/01/2012 às 13:51 | #1

    Queria sabee si alguem visita em parelheiros na ala b
    meu marido foi transferidooo pra la e estou meia perdida
    e a minha visita é agora no domingooo moro na z/n e nao sei comoo
    chega laa e nao conheço nadaa pooor la queria sabe como é a visita de lá!
    si é ruiim ou nao.desde entao agradeço a atençao de todooos!

  2. lee
    11/01/2012 às 19:19 | #2

    leticia Pires :Oie .. Sera que alguem pode me ajudar ..meo marido esta preso no cdp 1 .. fui entrar no Rol de outra pessoa só q essa pessoa foi transfirido.. e eu teria q esperar 6 meses pra poder velo … se eu casar com ele no papel … sera que eu conseguiria entrar antes?

    sim eu tambem me chamo Leticia passei pelo mesmo problema tivemos que nos casar …

  3. Rita
    14/01/2012 às 21:20 | #3

    Olá, Boa Noite.
    Meu namorado foi preso por tráfico, tenho 16 anos, e posso visitar ele?
    Com a autorização do meu pai eu posso entrar?
    O que eu preciso?
    Obrigada

  4. cecilia
    15/01/2012 às 01:21 | #4

    Por favor,
    gostaria de saber, se é possível, que o pastor da igreja onde meu marido frequentava, faça visitas a ele no CDP de Mauá. Ele tem uma carteirinha de membro religioso, mas parece que eu tenho que ir em algum lugar pedir uma autorização, é isso mesmo? Qual o procedimento? Que lugar é esse? SAP?

    Resposta: ele deve ir ao CDP e lá eles darão a lista dos documentos necessários para ele poder entrar como pastor. Ele tem direito sim de entrar lá.

  5. caroline silva
    16/01/2012 às 15:31 | #5

    meu namorado foi preso, queria saber que roupas posso entrar na p5 de hortolandia?

  6. Roberta
    17/01/2012 às 16:17 | #6

    Oi dr queria saber se alguem podeme ajuda .meu ex tava preso e saiu largamos e eu arumei outra pessoa q foi preso.como faço p tira do site meu nome.se alguem puder me ajuda agradeço

  7. Beatriz Fernandes
    17/01/2012 às 23:17 | #7

    eu qeria saber qual a roupa corretas para ir na penitenciaria de sorocaba.. meu irmao esta lá .. e eu nao sei como devo me vistir para poder ve-lo por favor me responda por email… obriga .. presciso muito dessa informação…..

  8. Beatriz Fernandes
    17/01/2012 às 23:27 | #8

    ah meu email é bia_black.itu@hotmail.com

  9. patricia silva
    18/01/2012 às 17:20 | #9

    oi luciano prazer eu sou a patricia
    meu namorado esta preso e assino o artigo 311 é capaz dele sair ??
    ele ja tem 1 mes la dentro e eu queria visitar ele masi tenho 15 anos

  10. 20/01/2012 às 20:12 | #10

    impossível responder, só vendo o processo.

  11. Thayná
    23/01/2012 às 15:20 | #11

    olá meu namroado foi preso e eu tenho 16 anos nou completar 17 mes que vem,q ueria saber se eu posso visitar, com a assinatura dos meus paiis !

  12. 23/01/2012 às 18:22 | #12

    Boa tarde meu marido deixou de pagar pensão durante 11anos para ex dele agora ela abriu um processo contra ele no valor de 60 mil reais não temos gostaria de saber se ele ficar um mes preso se morre a divida obrigado 99657707

  13. 24/01/2012 às 19:39 | #13

    Ele fica preso o período que o juiz determinou que não pode passar de 90 dias. Após isso, a dívida continua existindo como uma dívida normal, mas ele não pode ser preso novamente por esta dívida. O problema é quando ele sair. Muitos quando saem, não pagam e voltam preso por casa do novo período de dívida.

  14. 25/01/2012 às 01:06 | #14

    amei tudo que eu esperava encontrei aqui

  15. Bruna Miranda
    25/01/2012 às 18:45 | #15

    Olá! Boa tarde!
    No domingo passado fui visitar meu irmao que está preso, porém fui barrada pelo simples fato de eu ter dois dreads no cabelo, detalhe: os dreads sao de cabelo natural, e nao cabelo sintetico, gostaria de saber se realmente eles podem me barrar por este motivo.
    Desde já agradeço a atençao!

  16. Kelly
    26/01/2012 às 10:54 | #16

    Ola eu tenho 17 anos, e gostaria de saber se posso visita meu namorado no CDP, só com a carta de amásia mesmo ?

  17. BARTIRA V. DE MORAES
    27/01/2012 às 12:03 | #17

    BOM DIA DR. SOU EX MULHER DE UM DETENTO QUE SE SE ENCONTRA NO RDD DE VENCESLAU 2,LOGO QUE ELE FOI PRA LA NOS CORRESPONDIAMOS,SEMPRE QUE PUDE O AUXILIEI JURIDICAMENTE,AGORA ELE RECEBE VISITA DE UMA OUTRA PESSOA,E ACHO QUE POR ESTE FATO MINHAS CARTAS TEM VOLTADO COM A SEGUINTE JUSTIFICATIVA DO PRESÍDO,”REGRAS DA UNIDADE” NAO HA VINCULO FAMILIAR,MAIS PROCUREI NA CONSTITUIÇAO FEDRAL E NOS CODIGOS ALGO QUE FALASSE A RESPEITO,E NAO ENCONTREI NADA,O QUE LI ME FEZ ENTENDER QUE TODO CIDADAO TEM DIREITO DE ENVIAR E RECEBER CORRESPONDENCIA E AO QUE ME CONSTA CORRESPONDENCIAS É UMA ESPECIE DE BENEFICIO AO RÉU,DR NAO SEI O QUE DEVO FAZER EM RELAÇAO A ESSA SITUAÇAO,SE VC PUDER ME ORIENTAR SOBRE ESTÁ QUESTAO,LHE SEREI ETERNAMENTE GRATA.FIQUEI ADMIRADA COM O SEU AUXILIO AOS FAMILIARES DE PRESO,ISSO É MUITO IMPORTANTE PARA QUEM NAO TEM NOÇAO ALGUMA DE COMO AS COISA FUNCIONAM,E PARA QUEM NAO TEN NENHUM TIPO DE CONHECIMENTO O ESCULACHO DA SOCIEDADE SE TORNA MAIOR,DOS FUNCIONÁRIOS ENTAO NEM SE FALA,GERALMENTE QUEM ESTÁ NA FILA DE UM PRESÍDIO É TRATADO COMO CRIMINOSO TAMBÉM,QUE O NOSSO SENHOR JESUS ILUMINE CADA DIA MAIS SEUS PASSOS E QUE EM TUDO QUE POSSA FAZER PARA AUXILIAR TEU PROXIMO O SENHOR JESUS LHE DE MIL VEZES MAIS.

    Resposta: o preso acaba tendo de se submeter a algumas regras e restrições. Todo cidadão tem direito à liberdade, mas quando comete um crime, se sujeita às penalidades da lei. Os presídios possuem suas regras próprias para estes assuntos. em alguns locais a correspondência entra, em outros não.

  18. ALESSANDRA
    28/01/2012 às 20:50 | #18

    MEU NAMORADO ESTÁ PRESO EM PARAGUAÇU PAULISTA E ESTARIA DE SABER SE TEM ALGUEM QUE VAI PRA LÁ FAZER VISITA ,POIS NÃO SEI COMO FAÇO PRA MIM IR E TBM NÃO SEI DE MAIS NADA, ALGUEM SOUBE ME AJUDEM POR FAVOR…
    BJUSSSS

  19. ALESSANDRA
    28/01/2012 às 21:19 | #19

    MEU MARIDO ESTA PRESO EM PARAGUAÇU PAULISTA ALGUEM SABE ONDE FICA?

  20. 29/01/2012 às 15:28 | #20

    Procure no Google Mapas.

  21. Liliane
    29/01/2012 às 23:31 | #21

    Oi meu primo está preso no CDP de Santo André,eu quero visita-lo,mas a mãe dele me disse que não posso,somente os pais e irmãos podem visita-lo.

  22. camila
    30/01/2012 às 12:43 | #22

    ALESSANDRA :
    MEU MARIDO ESTA PRESO EM PARAGUAÇU PAULISTA ALGUEM SABE ONDE FICA?

    Alessandra paraguaçu paulista fica a 6 horas de sp, o onibus sai da barra funda de uma praça que tem lá custa 90 reais vc pode ir 2 dias ou apenas um tbm tem hotel o hotel a diaria varia de 35 a 45. vc pode ligar la na unidade eles sao atenciosos o tel é (18) 3362-3333 ou (18)3362-3323

  23. Ana Julia dos santos
    01/02/2012 às 04:26 | #23

    gostaria de saber como envio cartas para o cdp de guarulhos ??

  24. Danny
    02/02/2012 às 21:08 | #24

    Oiee! meu marido foi tranferido para P1 de franco alguem sabe me dizer como funciona lah??? roupa, senha, dia de visita e comida.

    Obrigada

  25. fernanda barcelos
    03/02/2012 às 10:30 | #25

    oie.. preciso ver meu cunhado na nelson hungria…. como devo mi vistir… o que eu posso realmenti levar pra eli.. queria manda algumas coisas pra eli na cadeia gostaria di saber o que podi entra la…. ..??

  26. Mah
    04/02/2012 às 08:36 | #26

    Gente por favor to precisando de ajuda preciso muito da lista do jumbo de Pirajui P2 e informações qtas tarpor entra , se pode levar o q o preso precisa no dia de visita ! Quem puder me ajudar OBRIGADA!

  27. danny
    04/02/2012 às 10:54 | #27

    Gostaria de saber se na P1 de franco tem que se feito carterinha ? ou é igual o CDP de osasco !!!

    obrigada!

  28. laiane
    06/02/2012 às 10:31 | #28

    como que eu faço pra ir visitar meu namorando sem ter que mim casar ? e eu já sou de maior !

  29. angelica
    06/02/2012 às 14:23 | #29

    meu irmao esta na penitenciaria pracinha sp,gostaria de saber como esta o andamento do processo dele… numero do processo é 952 013 aguardo a sua resposta o mais rapido o possivel obridago desde ja …

  30. Lidiane
    06/02/2012 às 17:05 | #30

    Namorada não pode visitar , somente amásia ou esposa.

  31. Matheus
    06/02/2012 às 17:34 | #31

    O que é permitido levar nas visitas de presos no CDP de Franca ?

  32. danny
    06/02/2012 às 19:09 | #32

    laiane :
    como que eu faço pra ir visitar meu namorando sem ter que mim casar ? e eu já sou de maior !

    Vc tem que fazer a carta de amasia para visitar ele !

  33. 06/02/2012 às 20:50 | #33

    Entra no site http://www.tj.sp.gov.br e pesquisa na VEC.

  34. Tatiane rodrigues
    07/02/2012 às 10:01 | #34

    Olá Luciano, meu nome é Tatiane, meu pai foi preso no cdp de jundiai, e gostaria de ir visitar ele, mas eu não sou registrada com o nome dele, ele é meu pai de criação o que eu faço nessa situação? e eu sou a unica filha que tem interesse de ir visitalo.
    Att.
    Tatiane

  35. Monique
    07/02/2012 às 12:16 | #35

    Oi, tenho 17 anos, meu namorado foi preso e namoro com ele ha um ano e 3 meses e estou grávida, minha mãe autorizando será que é mais fácil o juiz autoriza?

  36. Ana Julia dos santos
    07/02/2012 às 18:55 | #36

    Como posso enviar cartas para o CDP de Guarulhos ???
    por favor alguem me responda…

  37. s
    08/02/2012 às 00:07 | #37

    Ana,

    Busque o endereço postal no site do SAP (www.sap.sp.org.br), remeta normalmente pelos Correios com o nome completo do interno e demais dados que possuir como o Raio onde está, numero de matrícula, etc. Lembre-se que via de regra todas as cartas aos presos são abertas, examinadas e lidas antes de chegar a eles.
    Boa sorte!

  38. 08/02/2012 às 03:00 | #38

    OI MEU MARRIDO ESTA PRESO E EU ESTOU SEM NOTICIAS DE O NOME DELE MARCELO BRUNO BENEDITO DE AGUIAR E COMO FAÇO PARA VER ELE PELOMENOS NO PARLATORIO

  39. Daniele
    10/02/2012 às 01:40 | #39

    Boa Noite Preciso de uma ajuda urgente!!!
    Eu era casada visitei meu marido 4 anos na prisão ,só que já se passaram 2 anos que estou separada ele já ganhou sua liberdade é casado com outra e tudo mais
    ,más infelizmente conheci outra pessoa que se encontra detido também consigo visitar outra pessoa por ter passado por alguns presídios ou meu nome constara ??? me ajude por favor !!!Agradeço desde já.

  40. wellida
    13/02/2012 às 00:27 | #40

    Boa noite preciso de uma ajuda!!
    tenho um primo q estava preso em teresina (piaui) ha mais de 1 ano e ainda nao foi julgado e agora em fevereiro transferiram ele pra outra cidade chamada São Raimundo Nonato no piaui ha 600 km de teresina, quero saber como consigo transferir ele de volta para teresina para casa de custodia.
    presciso muito dessa informação.
    abrigado..

  41. maiara
    13/02/2012 às 02:38 | #41

    pessoal eu sOu menoOr emancipada, tive que fazer miinha emancipação pra poder estar visitando meu ex marido trinquei com ele ate o fim maiis quando ele saiu de la num demos certo, depois de um tempo ele volto pra cadeia, me envolvi com outra pessoa que a poco tempo tambem foi presso, e meu ex num tirou meu nome do holl de visitas que automaticamente quando ele voltou estava lá, pedi a ele que tirasse mais ele pagando raivanão quer tirar, como faço pra ta tirando eu mesma????
    preciiso muito dessa informaçaõ desde já agradeço …

  42. JESSICA
    14/02/2012 às 00:35 | #42

    QUERO SABER COMO É A VISITA DA P2 DE AVARÉ,O QUE POSSO LEVAR,COMO ME VISTIR E OS DOCUMENTOS,ELE ESTAVA NA P2 DE ITIRAPINA,É MEU MARIDO NAO SOU CASADA MAS TENHO UMA FILHA COM ELE. ME AJUDEM

  43. katiane
    15/02/2012 às 11:47 | #43

    GOSTARIA DE SABER,COMO CONSIGO AUTORIZAÇÂO PARA EVANGELIZAR DENTRO DE UM PRESIDIO DE SEGURANÇA MÀXIMA,AQUI EM MINHA CIDADE?QUE DOCUMENTOS PRECISO?COM QUEM FALO,ETC..?VC PODE ME AJUDAR?OBRIGADA,QUE DEUS TE ABENÇÔE E TE GUARDE EM TODOS OS SEUS CAMINHOS,AMÉM.

  44. danny
    17/02/2012 às 20:18 | #44

    Oiee!!
    Dr vc poderia me esclarecer uma duvida tenho uma amiga que visita uma namorado agora ela pediu pra excluir o nome dela vc sabe me dizer quanto tempo leva pra sair do sistema pra poder entrar em outro nome.

  45. ODAISA RODRIGUES DE SOUSA SILVA
    18/02/2012 às 09:46 | #45

    ODAISA RODRIGUES DE SOUSA SILVA :OLÁ O MEU NOME É ODAISA EU QUERIAQ SABER SE EU PODIA VER O MEU NAMORADO E EU TENHO 16 ANOS MAIS EU AMOR ELE E NINGUÉM VAI IMPEDIDI DE EU FICAR COM ELE GENTE POR FAVOR EU QUERIA QUE VCS DEIXASSE EU VER POR FAVOR!!!!!!!

    EU AMOR ELE DEMAIS POR FAVORLUCIANO MIM AJUDA!!!!!!!

  46. 18/02/2012 às 22:14 | #46

    Com autorização dos pais ou se for emancipada, mas namorada não pode visitar, somente esposa ou amásia.

  47. 18/02/2012 às 22:15 | #47

    Seis meses.

  48. Débora
    19/02/2012 às 21:46 | #48

    Dr Luciano,meu marido está preso há quase 5 meses,em janeiro ganhou o semi e foi condenado ha 4 anos,nessa quinta16/02 foi transferido pra Guarulhos ainda no fechado,eu quero saber se ele terá direito a saidinhas mesmo estando no fechado.Outra coisa qdo eu consulto o processo dele no site do tjsp,no VEC não aparece nada,a advo diz que pediu o HC mas não aparece nada…Quanto tempo ele tem q ficar no fechado ainda,tem alguma coisa que eu possa fazer?não aguento mais…Obrigado.

  49. 20/02/2012 às 18:07 | #49

    Tem presídios que mesmo estando no fechado, mas tendo direito ao semiaberto, usufrui dos benefícios do semiaberto. Em outro não. O ideal no caso dele, é que o advogado dele entre com habeas corpus para que ele seja solto, pois ele não pode ficar no fechado porque não tem vaga. ele deve aguardar a vaga no aberto.

  50. danny
    20/02/2012 às 18:12 | #50

    Dr Luciano ! eu pedi pro meu ex excluir meu nome ele ja excluiu só que fui tentar fazer a caterinha pra visitar uma outra pessoa constou meu nome ! liguei hoje no CDP onde o meu ex se encontra preso e o agente disse que ele ja excluiu meu nome e que não era pra estar constando mais na p2 constou o que posso fazer ? o agente disse que ja saiu meu nome ! quanto tempo leva?

    Obrigada!

  51. 20/02/2012 às 18:16 | #51

    Normalmente demora seis meses.

  52. Patricia Leite Domingues
    20/02/2012 às 18:19 | #52

    Oi Luciano, meu sobrinho foi transferido para Pl de itirapina, por favor quais os dias de visita, quantas pessoas podem visita-lo, com que roupa, o que podemos levar?….Ah se vc souber de alguma vam que saia de Sorocaba ou Votorantim , por favor me informe, muito obrigado.

  53. danny
    20/02/2012 às 18:20 | #53

    Então DR Luciano eu falei com o agente ele disse que isso só para o preso e a agente da P2 disse que excluindo lah eu entro normal ! não sei o que faço pra agilizar o processo fiz até a carta de ex amasia ?????

    Obrigada!

  54. ricardo
    21/02/2012 às 22:04 | #54

    eu queria saber se auguem esta visitando algum preso na p2 de avare pois queria saber a respeito d um amigo que esta no raio 1 para saber a sela dede e a matricula para mandar carta p ele
    des de ja muito obrigado

  55. adrielli cristina de sousa
    22/02/2012 às 12:36 | #55

    meu marido esta preso aki no cdp de franca eu queria saber como eu fasso para fazer a carterinha do nosso filho de 8 meses..

  56. 23/02/2012 às 15:05 | #56

    OLA PESSOAL MEU MARIDO FOI DE BONDE PRA PENITA DE CASA BRANCA TA MUITO DIFICIL OBTER INFORMAÇÕES DE LA SE ALGUEM VISITA OU JA VISITOU ME INFORME POR GENTILEZA JUMBO,SACOLA,EXCURSÃO ETC MEU EMAIL
    MARY_TONA@HOTMAIL.COM

  57. 23/02/2012 às 23:24 | #57

    Dr. Luciano, achei muito importante o seu blog, para poder esclarecer as pessoas e ao mesmo tempo tambem nos alivia de certa maneira tanta angustia que passamos quando temos um famil iar nessa condiçao, nunca imaginei passar por essa situaçao , mas há 10 dias encontro-me com meu filho preso no CDP Osasco 1 pelo artigo 157 ele acabou de fazer 18 anos e nunca havia se envolvido com nada antes, mas enfim parabéms por sua iniciativa que Deus o abençoe grandemente para poder ajudar pessoas que muitas vezes, como eu própria nao sabem nem por onde começar. obrigada
    Silvana

  58. aline preirade brito
    24/02/2012 às 18:23 | #58

    oi meu namorado esta preso na penitenciaria do vila prudente,como eu posso fazer i o que eu tenho que fazer p poder visitar ele?i o que eu posso ta levando p ele la dentro????i qual tipo di roupas que devo usar p poder ta etrando la?????????

  59. ANNA CAROLINA R VIEIRA
    25/02/2012 às 15:30 | #59

    Olá Luciano?Tudo Bem?
    Meu nome é Anna Carolina,e meu marido está preso na peniténciaria 2 de lavínia;
    faz apenas um mês que ele está por lá;
    Mas já faz 8 anos que ele está preso,a condenação foi de 16 anos e 8 messes.
    Quando posso pedir um reaproximação familiar,pois moro em Ribeirão Preto sp é
    400 km de distáncia.Muito longe antes ele estavá em Riôlandia era mais perto e mais barato, ir até lá.

  60. 25/02/2012 às 18:31 | #60

    Aproximação familiar pode ser pedido logo após a condenação. Dê uma verificada no processo de execução criminal dele, para ver se ele já não tem direito à progressão de regime ou condicional, devido ao longo tempo que está preso.

  61. 25/02/2012 às 18:36 | #61

    Deus abençoe a senhora e seu filho também.

  62. 25/02/2012 às 18:52 | #62

    É um abusrudo não deixarem entrar se foi absolvida. Peça autorização direito com o juiz corregedor dos presídios.

  63. 25/02/2012 às 18:54 | #63

    Não dá para dizer se consegue: pode conseguir ou não. Tem que tentar.

  64. aline teixeira do nascimento
    26/02/2012 às 00:50 | #64

    Olaa meu marido foi preso agoraa mais eu tenho 17 anos e tenho uma filha com ele eu gostaria de saber se eu vou poder visitar ele e se eu puder oo que vai precisar?
    Brigadaa(urrgente)?

  65. Carla
    26/02/2012 às 04:19 | #65

    Boa noite…
    Namorei uma pessoa a + ou – 6 anos…e fiquei sabendo que ele estava preso a uns 6 meses…teria como saber em qual penitenciaria ele se encontra..so para pder mandar uma carta ou algum tipo de ajuda…so tenho o nome dele …completo….

    Tem como saber aonde ele esta????

    Resposta: tente na Secretaria de Administração Penitenciária (www.sap.gov.br)

  66. Francilayne
    26/02/2012 às 22:51 | #66

    Oiie tenho15 anos vou fazer 16 em maio faz 2 meses que meu namorado de 18 foi preso,e eu queria visitalo,mais minha mãe nunca que iria comigo’ . sera que com a assinatura da minha mãe eu posso entra com a avó dele queja é de idade?
    Mee ajudem por favor

  67. 26/02/2012 às 22:53 | #67

    Oiie tenho15 anos vou fazer 16 em maio faz 2 meses que meu namorado de 18 foi preso,e eu queria visitalo,mais minha mãe nunca que iria comigo’ . sera que com a assinatura da minha mãe eu posso entra com a avó dele queja é de idade? Mee ajudem por favor

  68. renata cristina lopes dos santos
    01/03/2012 às 16:55 | #68

    boa tarde faz 2 anos que eu visitei e a 9 mese o pai da minhas filha ta preso e eu não posso visitalo pq meu nome ta no sistema gostaria de saber como faço pra tirar meu nome do sistema pra visitar meu marido obrigado

  69. gabriela rangel
    01/03/2012 às 22:56 | #69

    ola tudo bem eu quero saber se alguem visita na peni de presidente venceslau 1
    se tiver alguem me informe como e e visita se la recebe carta e que dia e visita e na onde pega o onibus obrigada e me ajude por favor meu email e gabyylorrany@hotmail.com bjs…….

  70. s
    02/03/2012 às 10:43 | #70

    Gabriela,

    Sugiro que você faça uma busca, mediante o endereço correto e completo da penitenciária, no Google Mapas. Lá poderá conseguir, na função ‘como chegar’, o trajeto completo, inclusive com estimativa de tempo de percurso. Se optar por ‘transporte público’, verificará que o Programa informa até mesmo de onde parte a condução.
    Poderá checar os dias e horários de visita tentando telefonar: busque falar com a Assistente Social local (em dia e horário comercial). No site do SAP – Serviço de Administração Penitenciária, há telefone(s) e endereço completo.
    Quanto a correspondências ao interno, creio que via Correios seria o usual – porém sempre atentando para o conteúdo das cartas, que bem possivelmente são abertas e lidas antes de chegar às mãos do reeducando.
    Boa sorte!

  71. daniel fvc
    03/03/2012 às 21:36 | #71

    meu nome è daniel francisco vieira de carvalho tenho um primo preso no cdp de mogi das cruze nois estamos pedindo a deus pra que ele sai da kele lugar logo por que ele tem uma maravilhosa familia uma esposa um casal de filhos alina e davi sao dois fllhos de menores de idade!!!

  72. 04/03/2012 às 16:34 | #72

    O filho tem todo direito de visitar o pai. Ele pode sim entrar com a avó.

  73. fabiana
    04/03/2012 às 21:28 | #73

    ALESSANDRA :MEU NAMORADO ESTÁ PRESO EM PARAGUAÇU PAULISTA E ESTARIA DE SABER SE TEM ALGUEM QUE VAI PRA LÁ FAZER VISITA ,POIS NÃO SEI COMO FAÇO PRA MIM IR E TBM NÃO SEI DE MAIS NADA, ALGUEM SOUBE ME AJUDEM POR FAVOR…BJUSSSS

  74. s
    04/03/2012 às 23:28 | #74

    Fabiana,

    Leia o comentário que aqui postei para Gabriela, datado de 02/3/12. Talvez possa ser de alguma ajuda a você.
    Boa sorte!

  75. s
    04/03/2012 às 23:43 | #75

    Wellida,

    Penso que antes de mais nada seria preciso verificar o motivo dessa ‘transferência’ – que de qualquer modo deve ter sido procedida por ordem ‘oficial’, de sorte que eventualmente não seja possivel interferir nisso muito facilmente. Mas talvez fosse interessante proceder uma consulta pela internet sobre a situação do processo que ele sofre, e assim estar mais ao par da situação ‘penal’ dele no momento. Ou, ainda, se ele possuir um patrono constituído, tentar um contato com o profissional.
    Boa sorte!

  76. s
    04/03/2012 às 23:56 | #76

    Maryana,

    No site do SAP – Secretaria de Administração Penitenciária, você localiza endereço e telefones. Pode tentar um contato com a Assistente Social local (dia e horário comercial) para eventual obtenção de alguns informes.
    Sugiro ainda que procure escrever ao seu esposo, lembrando sempre de manter atenção ao conteúdo das cartas que normalmente podem ser abertas e lidas antes de chegar às mãos dos presos.
    Boa sorte!

  77. 05/03/2012 às 04:10 | #77

    meu nome patricia bom gostaria de saber meu marido esta preso eu fui visitar ele duas vezes ai ele foi me tirou do rol depois que colocou novamente ai fui velo mais duas vezes pois estou gravida como eu faço pra tira meu nome do sistema ou como eu faço pra poder velo novamente. ..

  78. 05/03/2012 às 04:16 | #78

    Oi meu nome é Patricia , meu marido esta preso fui visita-lo duas vezes depois ele tirou eu do rol passou tempo me colocou novamente ai fui levo mais duas vezes novamente me tirou do rol e estou gravada como eu faço pra tira meu nome do sistema ou como posso visita-lo novamente ..

  79. edilaine
    05/03/2012 às 11:47 | #79

    gostaria de saber se e possivel tirar o nome do new gepen

  80. Mayumi
    05/03/2012 às 15:46 | #80

    Olá,minha dúvida não é muito diferente de minhas amigas aqui do blog,meu namorado também está preso no CDP2 de Guarulhos,encontrei poucas informações a respeito desse CDP,e gostaria de saber ; Já tenho em mãos o modelo da declaração de amasia,corrija-me se eu estiver errada : reconhecendo firma das assinaturas das duas testemunhas e a minha até ai tudo certo e o restante o que faço,levo toda a documentação no CDP no dia da visita e ja entro ou levo em outro dia e espero marcarem a tal da “entrevista “? Como funciona essa entrevista ? Alguma garota pode me descrever mais ou menos como eles procedem nessa entrevista ? E após a entrevista,quando pego a carterinha? E como funciona toda semana posso levar o Jumbo ou a datas certas para isso? Por favor pesso uma atênção especial para este caso pois ele está sem visita a 4 meses e sem nada também preciso ve-lo com um certo tipo de urgência! Qualquer garota que já tenha passado por todo esses procedimentos por favor responda! Agurado anciosa por mais informações…Att Patrícia.

  81. Thais
    06/03/2012 às 23:10 | #81

    ola se tiver alguem de sao carlos araraquara ou rio claro querendo ir pra avare 2 entre em contato comigo Thais 01693006786

  82. Lidiane
    08/03/2012 às 15:52 | #82

    Patrícia , me add no msn que te respondo todas as suas dúvidas . pois visitei lá um ano .
    Beijos , fica com Deus !

  83. Lidiane
    08/03/2012 às 15:54 | #83

    Patricia meu msn é : didi.seila@hotmail.com

  84. Patricia Leite Domingues
    08/03/2012 às 21:18 | #84

    flaviane :
    meu nome e flaviane preciso de ajuda meu marido estava preso na penitenciaria de mococa e foi transferido para o seme aberto de itirapina se tem alguem com o marido preso la me ajude preciso saber como e a visita meu telefone e 19 98362403 ou 19 92710980 obrigado

  85. Patricia Leite Domingues
    08/03/2012 às 21:45 | #85

    não sei se posso te ajudar pois meu sobrinho esta no itirapina 1, minha irmã faz visita aos domingos , com camiseta e calça moletom e havaianas.

  86. s
    10/03/2012 às 18:19 | #86

    Bruna Miranda,

    É comum ser impedido de fazer visita ao preso por conta do uso de perucas ou outros acessórios. Eu particularmente penso que o trajar deve ‘facilitar’ o ato daa revista do visitante, mas… parece que não é bem isso o que ocorre, infelizmente.
    Lamento ter passado pelo constrangimento e lamento pois sei que pode estar se sentindo ferida nalgum direito, o de fazem uma visita a alguém estimado, e sei também que deve sentir que por tão pouca coisa – ítem que me parece bastante passível de uma simples e fácil verificação durante a ‘revista’, pode ter sido rejeitada para a visitação.
    Não está sozinha com seus sentimentos em relação a isso, muitos de nós passam por coisas semelhantes.
    A título de curiosidade, veja o ítem VI (Ordem Geral) nas normas acima transcritas para o trajar do visitante.
    Abraço e boa sorte!

  87. s
    10/03/2012 às 18:21 | #87

    Bruna Miranda,

    Deixei aqui meu comentário a você.
    abrçs.

  88. s
    10/03/2012 às 18:27 | #88

    Amanda,

    Há muitas dificuldades que precisamos superar para que possamos visitar um ente querido preso. Eu particularmente agora lamento por você em especial, mas também e sempre por todos os que passam pelos mais diversos aborrecimentos e (custosas) ‘burocracias’ para obter o acesso ao preso.
    De todo modo talvez você pudesse falar com a Assistente Social local, buscando meios de simplificar o quer for possível. O(s) n(s) de telefone você pode obter no site do SAP, podendo tentar realizar esse eventual contato em dia e horário comercial.
    Boa sorte!

  89. tatiane
    12/03/2012 às 14:18 | #89

    Danny :
    Oiee! meu marido foi tranferido para P1 de franco alguem sabe me dizer como funciona lah??? roupa, senha, dia de visita e comida.
    Obrigada

    calca leg,camiseta ou blusinha cumprida,calca jeans sem o ziper e sem o botão so se for de plastico…senha ate as 7;00 da manha,a visita vc tem que ver pq tem algumas que são sabado meu marido tava no raio 3 e era domingo,a comida a mesma dos cdps em 3 tapoes pequenos não pode ser grande..no dia de visiti vc pode levar chocolate em barra e bala hall

  90. jaciara de oliveira boaventura
    12/03/2012 às 20:05 | #90

    Oi boa noite eu gostaria de saber se o preso é doente se demora 6 meses tambem para visitar e se tem que levar o atestado que comprova que ele é doente espéro resposta

  91. alessandra
    12/03/2012 às 20:15 | #91

    Gostaria de saber se tem alguém q visita em pirajui 2 , quais roupas entra e lista de jumbo?

    obrigada

  92. daniela
    12/03/2012 às 21:01 | #92

    eu gostaria de saber se o meu marido tem direito de sair de saidinha agora na pascoa…sendo que ele foi preso em 6 de fevereiro no fechado mas foi condenado no semi aberto…logo uma semana depois ele foi pra hortolandia no semi aberto…por pouco tempo ele tem direito a saidinha na pascoa agora?

  93. 12/03/2012 às 21:36 | #93

    eu gostaria de saber se o meu marido tem direito de sair de saidinha agora na pascoa…sendo que ele foi preso em 6 de fevereiro no fechado mas foi condenado no semi aberto…logo uma semana depois ele foi pra hortolandia no semi aberto…por pouco tempo ele tem direito a saidinha na pascoa agora?

    Sim. quem está no semiaberto tem direito às saídas temporárias.

  94. Monica
    14/03/2012 às 18:06 | #94

    Olá Sabem me dizer, se é em todos os presidios que não podemos entrar com alongamento no cabelo? Mesmo sendo fio a fio?

  95. Daniela B.
    15/03/2012 às 13:47 | #95

    Alguém pode me ajudar o meu marido foi transferido para Martinópolis gostaria de saber como é a visita de lá e quantas tapoer entra e se alguém pode me enviar a lista de jumbo de martinópolis ..
    Desde já agradeço…..
    Daniela .

  96. lidiane alves da silva
    16/03/2012 às 10:39 | #96

    quanto tempo leva pra sair o nome do sistema quando o preso tira o nome do rool????

  97. s
    16/03/2012 às 12:33 | #97

    Monica,

    Ao que parece a resposta é sim, infelizmente.
    Portanto, o risco de portar apliques ou similares é o de ser rejeitado pela Revista e consequentemente ser impedido de fazer a visitação.
    Particularmente não acho que tais adereços impeçam a boa revista ou possam dificultá-la, sobretudo se tivermos em conta a passagem do visitante pelo detetor de metais como garantia. Ademais, a revista visual pelo Agente, já que existe, deve ser capacitada para que o mesmo localize infringências pelo olhar. E não se furtando o visitante em facilitar a referida inspeção, seria perfeitamente possível a realização da mesma.
    Sobretudo cabe a reflexão de que muitas pessoas por questões de saúde vieram a carecer de apliques, etc., e que, mesmo noutros casos, ver-se forçosamente privado remeteria a algo como uma autêntica perda de alguma saúde psíquica, gerada pelo imenso desconforto da possível falta de bom contato com a própria imagem desde já e de doravante, diante de si mesmo e de outrem.
    Boa sorte!

  98. natalia dos santos
    16/03/2012 às 22:17 | #98

    oi meu irmao esta preso no presidio de agua santa.queria saber
    quais os dias de visitas la

  99. adriana
    17/03/2012 às 13:54 | #99

    alguem pode me agudar quero saber mas sobre visita em martinopolis meu email é adrianaserafims@hotmail.se alguem visita la se poder me agudar agradeco

  100. Karine
    17/03/2012 às 15:56 | #100

    Dr LUCIANO min ha duvida é um pouco “incomum”.Na madrugada de sexta-feira retrasada (09/03/2012) um amigo foi preso. Bom digamos assim que não e simplesmente um amigo, é um irmão de criação, porém como não temos laços comprovados, digo amigo.Ele está no CDP aqui de hortolândia, e pode começar a receber visitas no próximo domingo (25/03/2012) Tenho uma ligação muito forte com ele e com a familia dele.Gostaria de saber se é possivel visitá-lo, com alguma condição. Ja me deram a opção da certidão de amásia, seria possivel ? Aguardo um retorno.Muito obrigada, e parabens pelo trabalho que o senhor vem desenvolvendo nesse blog !

Comment pages
1 2 3 4 5 6 8 1063
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.067 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: